e depois há estas noites tão brancas, iluminando-me de escuridão.

Sem comentários: