Ter esta chuva mansa
a palpitar pelas ruas como
metrónomo que denunciasse
os recursos imperceptíveis
com que dentro de mim
se vai reeditando
a tua presença
Vasco Gato

Sem comentários: