Há que chegar antes do primeiro sino. Trepar a grade lateral e trocar a roupa que ainda cheira a tabaco. Se a madre se atrasar, se tivermos sorte que implique com a cozinheira no atear das brasas da manhã, haverá ainda tempo para escovar os dentes e pentear bem os cabelos. Não haverá cheiro a álcool que passe despercebido e são nestes momentos que mais acreditamos na fé. Dizer quase nada e rezar muito até à primeira dentada no papo-seco e no café aguado. Sim, vamos conseguir e até poderemos dormitar no canto mais escuro da biblioteca. Rápido, ainda temos tempo. Se tudo correr bem, só Deus ficará a saber desta noite, dos beijos que demos aos rapazes, dos seios que lhes oferecemos, do coito bruto que quase nos fez duvidar do nosso propósito. São insondáveis os caminhos do senhor, mas estes apenas picam e atrasam-nos a corrida.

Manuel Cardoso

Sem comentários: