e nenhuma noite te será leve

Título a partir de um poema de Al Berto

5 comentários:

G. disse...

Lembrei-me de um outro, também de al berto (o poeta da noite).

«foram breves e medonhas as noites de amor
e regressar do âmago delas esfiapava-lhe o corpo
habitado ainda por flutuantes mãos»

UIFPW08 disse...

Brava Sonia.
Um beso
Morris

S disse...

G,
e mais...
'os dias foram-se sumindo cor de chumbo
na procura incessante doutra amizade
que lhe prolongasse a vida'


Morris,
obrigada

je suis...noir disse...

Adoro, Sónia :)

1 beijo*

S disse...

Obrigada Noir,
:)
um beijinho