ao som de Wieniawski


15 comentários:

Atena disse...

Como eu gosto que me dêem música... :) Tia babada. :D

ss disse...

Tu gostas é que EU te dê música e no sábado até vais andar a toque de caixa...
;)

(ainda ontem a fui ver numa audição e fiquei realmente toda babada...mas chiu que é segredo!!)

Crissant disse...

Adoro como a foto transmite sua vivacidade neste movimento.
Lindo pormenor.
Beijos!

Rui disse...

uma confissão envergonhada: mais do que da polonaise, gosto da bolognaise...

Pedro Ponte disse...

Por motivos alheios a qualquer lógica apenas me ocorre assim de repente a expressão Buffalo Bill... ai ai a tia orgulhosa... quem não estaria!! :)

ss disse...

Obrigada crissant. :)
beijos

Sr. Ponte,
hehehehe

Rui,
e que tal uma bolonhesa ao som do Polaco?
:))

Rui disse...

polka com esparguete, parece-me bem

je suis...noir disse...

íncrivel como as coisas podem funcionar! esta foto faz-me lembrar muito mais "amor" do que as anteriores:) enfim, cada qual sente as coisas à sua maneira e o inconsciente é realmente poderoso...

ps: gosto de vir cá porque onde menos espero me revejo.

ss disse...

je suis...noir,
talvez porque na verdade é tirada a partir dos meus olhos e fotografar alguém que amamos muito e sentimos orgulho acaba por transparecer de alguma forma...

é bom saber que alguém se revê, nem que seja em uma foto minha. obrigada pela visita.
:)

Calexico disse...

Que buena foto, es demasiado dinámica y mucho movimiento.

No conocía a Wieniawski. Todo un descubrimiento musical.

Saludos y besos.

Mayte Piera disse...

Escucho la música a través de tu foto!!!

ss disse...

caléxico,
beijos para o méxico e obrigada pela visita
:)

mayte,
:)

Rute disse...

Esta fotografia é um sonho...em todos os sentidos. E para além de ser um sonho é também uma obra de arte! (E não digo isto por simpatia).

* Consigo adivinhar a melodia e também o orgulho na tua sobrinha...;)

1 beijinho e 1 bom fim-de-semana

alberto cabero fotografia disse...

es un poema,una maravilla de foto sonia!!
me encanta

Princesa Barbuda disse...

Tão forte, ver assim, de repente, uma dimensão ao mesmo íntima e pública desta violinista que não podia ser-me mais querida... É uma prova tangível, se necessária fosse, dos voos cada vez mais largos em que se lança. Filhos: coisas que saem de nós e vão pelo mundo. Obrigado. Aos filhos, ao mundo, e a esta tia. Um abraço grande.