A tarde era quente, pedi uma bebida bem fresca e sentei-me na esplanada.
Vi-a, pelo canto do olho, a aproximar-se de mim.
Perguntei-lhe de imediato: posso fotografar-te?

Ela respondeu-me: só se formos jogar à bola.





5 comentários:

Rui disse...

foi o tempo de ir comprar uma bola de berlim; sem trocos, que levava as moedas contadas: ao regressar, o miúdo já a viu a caminho do céu. bolas! gritou ele a apontar, quase deixando a bola de berlim sem açúcar. estas gaivotas de agora, alguém que lia A Bola lhe disse, não são boas da bola.

ss disse...

enquanto eu cantarolava:
uma gaivota
voava, voava...

Pedro Ponte disse...

Isso sim são gaivotas decentes... umas há por aí que quieren nuestro jamón... isso é que já não!

via disse...

é mais gaivota ball!

ss disse...

Sr. Ponte,
o jamón, nunca, nem com tortura!
;)

Via,
;)