vestígios



noutros tempos
quando acreditávamos na existência da lua
foi-nos possível escrever poemas e
envenenávamo-nos boca a boca com o vidro moído
pelas salivas proibidas - noutros tempos
os dias corriam com a água e limpavam
os líquenes das imundas máscaras

Al Berto

4 comentários:

UIFPW08 disse...

Poesia e belas fotografias simplesmente "divina"
Morris

ss disse...

Obrigada, Morris.

Rui Gil disse...

Acho que tenho esse livro do Al Berto :) Essa ideia de fotografares os poemas, (ou talvez "poemares" as fotos?), dá-lhes toda uma nova dimensão... Muito bom! ;)

ss disse...

Obrigada, Mestre!
:)

(estava a folhear o livro quando me deu uma vontade brutal de ir fotografar e o resultado foi este)