quando os esqueletos saem do armário...

12 comentários:

Atena disse...

Adorei esta foto.

Fez-te bem a tortura da tarde... He he he

alberto cabero fotografia disse...

fantastica!!!
gran bn
saudos

lara disse...

Que original

Rui disse...

- temos mesmo de estar de costas para a rua?
- eu preciso: a fotossíntese feita de costas é muito mais produtiva.
- eu não faço isso, quando se chega a este estado de magreza, já pouco interessa.
- assim que saírem da sala, podes virar-te para a rua. melhor assim, contas-me sobre quem passa.
- e como te chamas?
- já me esqueci do nome, mas podes chamar-me "poeta", toda a gente o faz. e tu, como te chamas?
- leto, esque leto. mas podes chamar-me "peso na consciência", apesar de nem toda a gente o fazer.

ss disse...

Obrigada Pi,
Um stress pela tarde não é nada que ambas já não estejamos habituadas, certo?
;)

Obrigada Alberto e Lara.

Rui,
há pessoas que não têm esqueletos no armário, pelo simples facto de não terem consciência, logo não têm podres!

(e por ai, mais animadito?)
:)

Rui disse...

as coisas fazem-se mais depressa ao som de música a abrir. hoje, é dia de música a abrir. amanhã, voltam-se a fazer as mesmas coisas, mas bem.

Photography by: Joana Carneiro disse...

Bela fotografia. É muito interessante :)

ss disse...

Joana,
Obrigada.


Rui,
respira fundo. Pode ser que ajude.
:)

the dear Zé disse...

fugimos? escondemos-nos? ficamos para ver? chamamos o Tim Burton?

gosto!

ss disse...

Decididamente, chamamos o Tim Burton.
;)

Maurício Sapata disse...

Obrigado pelo comentario...
Muito bacana o seu trabalho !

ss disse...

Obrigada, Mauricio.
:)