o guardador de cidades

12 comentários:

Rui disse...

- ó mãe - a criança largou a mão da progenitora e correu pelo salão. - é daqui que se vê o infinito?
a mãe sorriu. respondeu,
- é grande demais. o infinito exige mais de nós.
- que pena...
- sabes para que servia bem este sítio?
- para quê?
- estender roupa.

Crissant disse...

Excelente contra-luz! Belo!

Beijinhos!

ss disse...

Rui,
estender roupa e não só, que uma varanda destas com vista para a cidade é algo que eu desejava muito ter.
Imagina só os desenhos que não faria. As fotografias que não tiraria. Os fins de tarde que não veria...

:)


Crissant,
Obrigada minha querida.
Bjs

Pedro Ponte disse...

hum.... com uma varanda destas também eu guardava a cidade e fazia grandes discursos para os longínquos plebes do rossio! :)

via disse...

bela foto!

ss disse...

Obrigada, Via.
:)

dieter michalek disse...

a wonderful black & white work.

ss disse...

Thanks, Dieter.
:)

legivel disse...

... estranho, muito estranho. Não se vêm gatos nem carneiros independentes...

ss disse...

pois não, devem estar todos no cu de judas (ler ilha tropical) a gozarem bem com o dinheiro dos contribuintes...
:)

henrique disse...

epá, fenomenal !

ss disse...

Thanks, Henrique!
:)